05. novembro. 2018
fb-like
fb-share

5a Jornada Tecnológica Científica

feira

 5ª JORNADA TECNOLÓGICA CIENTÍFICA

A ciência como meio de transformação social. Esse foi o tema que pautou a 5ª Jornada Tecnológica Científica, promovida pelo Colégio Maximiliano Gaidzinski (CMG), de Cocal do Sul. O evento, que é aberto ao público, aconteceu entre os dias 09 e 11 de outubro, no Salão Paroquial do município, e teve como principal objetivo apresentar os trabalhos científicos desenvolvidos pelos seus alunos, de integrar instituições educacionais, indústria e comunidade em geral na busca pelo fortalecimento da educação e da formação de profissionais na região.

Durante os três dias, o público pode participar de uma extensa programação que envolve exposição de trabalhos científicos apresentados por alunos do CMG, palestra,  festival de linguagem, apresentações culturais, teste vocacional, jogos de mesa, entre demais atividades. Nesta edição, a novidade foi a ação social promovida pela Fundação do Meio Ambiente, com coleta seletiva, e pela Secretaria de Saúde de Cocal do Sul, que realizou exames de saúde e atividades voltadas à saúde bucal.

A Jornada iniciou no dia 09, com a palestra “Saúde Emocional”, ministrada pela coach Daiane Henrique, às 19h. Para a diretora do CMG, Jordana de Faveri, o tema tem como principal função desenvolver competências que vão além do conteúdo repassado em sala de aula. “Para poder transformar o meio social o primeiro passo é conhecer a nós mesmos, nossas competências e habilidades. Como grade curricular, contamos com aulas de relação interpessoal, desenvolvimento da liderança e habilidade em lidar com conflitos. Proporcionar a palestra é uma forma de estimular essa reflexão além do âmbito escolar, estendendo-se à comunidade como um todo”, afirma. Além de serem apresentados para a comunidade os trabalhos passam por uma banca avaliadora composta por profissionais da indústria e educadores convidados para tal finalidade.

Conforme a Secretária de Educação, Esporte e Cultura de Cocal do Sul, Ana Paula Cechinel, o evento vai além de possibilitar a troca de experiências entre os estudantes. “É uma forma de auxiliar na formação do senso crítico, estimular a busca por respostas para os fenômenos observados, produzir novas descobertas, auxiliar no crescimento do raciocínio lógico, no desenvolvimento do pensamento crítico e melhorar o comportamento ético dos nossos estudantes, ações estas que são fundamentais para o aprimoramento do processo educacional, assim como, a construção de uma sociedade que busca, a partir da pesquisa, a resposta para várias situações, contribuindo desta forma com o progresso educacional e industrial da nossa região. Parabenizando a todos os envolvidos”.

Contato com o mercado de trabalho 

Para os alunos do CMG, envolver-se com o desenvolvimento de projetos científicos é a oportunidade que todo aluno almeja em ter o contato com a indústria e o mercado de trabalho, promovendo a troca de informações entre o profissional já consolidado e os alunos pesquisadores e permitindo novas experiências que agregam o conhecimento.

Entre os 27 trabalhos que foram apresentados está a “Valorização Lodo do ETA da Casan”, do curso de Técnico em Cerâmica, que tem como uma de suas integrantes a aluna Caroline Goulart, de 17 anos. “O nosso tema tem como objetivo estudar a possibilidade de reaproveitarmos o lodo gerado no tratamento de água, pois o mesmo pode causar danos ao meio ambiente.

Coletamos e analisamos o resíduo e seu comportamento na cerâmica de revestimentos, ou seja, pensamos no reaproveitamento do resíduo do tratamento da água na fabricação da massa do revestimento cerâmico. Tal estudo possibilitaria a não contaminação do meio ambiente e um destino correto e viável”, explica a estudante. “Nossa expectativa é conhecer e interagir com outros estudantes e principalmente com profissionais da indústria, o que me faz refletir sobre o meu conhecimento adquirido no colégio e fortalecer esses novos saberes”, complementa.

feira feira8 feira10 feira11 feira5 feira 4 DSC06286A 5ª Jornada Tecnológica Científica atingiu seus objetivos pois foi visitada pela comunidade escolar do município, por gestores, coordenadores e profissionais da região voltados para o processo de inovação, integrando saber e aprendizagens.

 

 

 

TAGS:

Deixe um comentário